A Explosão Primordial

“A teoria do Big Bang, a mais aceita atualmente para explicar o início do universo, sustenta que ele teria surgido a partir de um ovo cósmico, cuja energia concentrada gerou uma explosão primordial.”

bigbang

Segundo a teoria do Big Bang, tudo teria começado a partir de um ponto concentrado de energia que explodiu violentamente em todas as direções, dando origem as estrelas, planetas e demais corpos celestes.

 

De onde viemos? A pergunta sempre intrigou os cientistas e até hoje não tem resposta definitiva. Existe, inclusive, um ramo específico da astronomia, a cosmologia, que se dedica ao estudo da origem e evolução do universo. A cosmologia ganhou impulso principalmente a partir da década de 1920, quando novas descobertas mostraram indícios de que a chave do mistério do universo poderia ser uma explosão primordial, há cerca de 15 bilhões de anos, conhecida como Big Bang.

A primeira pista foi desvendada pelo cientista norte-americano Edwin Powel Hubble (1889-1953). Nos anos de 1920, o astrônomo percebeu que o universo estava em expansão – ou seja, as galáxias estão se afastando umas das outras.

Como ele chegou a essa conclusão? Hubble observou as galáxias com um potente telescópio e notou que o espectro de luz emitido por elas tendia ao vermelho – um sinal que todas elas estavam se distanciando. A medição usada por Hubble foi baseada no chamadp efeito Doppler, pelo qual os componentes de luz enviados por objetos luminosos de deslocam para o vermelho quando se afastam e tendem ao azul quando se aproximam.
Desta forma, Hubble não somente constatou que as galáxias não se moviam aleatoriamente, mas descobriu que seguiam uma tendência de afastamento. Com isso, percebeu que o universo provavelmente seria bem maior do que se supunha até então e que o seu movimento de expansão é constante. Hoje sabemos que isso ocorre a uma velocidade de aproximadamente 50 km/s.

Ovo Cósmico

 

egguniverse

 

A descoberta de Hubble foi fundamental para que o belga Georges Edward Lemâitre (1894-1996) fosse adiante na explicação da origem do universo. Lemâitre concluiu que no tempo zero havia uma massa minúscula, chamada por ele de ovo cósmico – ou superátomo -, que se contraía e se expandia devido ao efeito gravitacional, como já havia comprovado Hubble. Esse movimento fez com que sua temperatura elevadíssima, o ovo explodiu, criando tudo o que existe hoje, como as estrelas e os planetas, dando também origem ao espaço e ao tempo.
Para explicar o acúmulo de energia que explodiu repentinamente, o russo George Gamow cunhou o fenômeno com a expressão Big Bang – criada em 1915 pelo cosmólogo inglês Fred Hoyle. Assim, a teoria sustenta a ideia de que o universo surgiu de algo infinitamente pequeno, denso e quente, comprimido em um tamanho menos do que o núcleo de um átomo. Em um lapso de tempo (menos de um milésimo de segundo), o universo cresceu exponencialmente.
Em 1964, mais uma descoberta foi acrescentada às provas da teoria do Big Bang. Arno Penzias e Robert Wilson constataram que no espaço que no espaço há uma redação cósmica originária do tempo em que houve a explosão primordial – é a maior evidência para a comprovação da teoria, também chamada de “Modelo Padrão”, por ser aceita pela comunidade científica internacional.

Anúncios

~ por supernova222 em 19 de Outubro de 2009.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: